• outubro 29, 2020

Coronavírus: Saiba como cuidar do seu animal

 Coronavírus: Saiba como cuidar do seu animal
Compartilhe

A notícia sobre um cão chinês que teve resultado positivo para o coronavírus humano repercutiu bastante e infelizmente causou muito desentendimento e fake news sobre o assunto.

Qualquer animal que esteja em um ambiente extremamente contaminado, pode apresentar a presença do vírus, da mesma forma que o Coronavírus pode estar presente no pelo de cães e gatos. O cão é um hospedeiro “sem saída”, ou seja, não transmite para pessoas, pois não tem replicação alta do vírus no seu organismo para isso.

A prevenção é sempre a melhor opção, o humano que apresentar os sintomas, deve reduzir o máximo de contato com os animais, evitar beijos ou qualquer tipo de contato direto.

REGIÕES COM CASOS CONFIRMADOS
A Associação Mundial de Veterinários de Pequenos Animais (WSAVA), aconselha que em regiões que possuam casos confirmados, é necessário a higienização das mãos e o uso de máscara antes e depois de entrar em contato com o animal.

TUTOR CONFIRMADO
No caso de tutores confirmados para a doença, o ideal é cortar o contato com os pets na quarentena, sendo vital o uso de máscara, luva, e a lavagem de mãos com água e sabão, ou uso de álcool em gel, afim de evitar a disseminação do vírus no local.

PASSEIOS AO AR LIVRE
Segundo o Dr. Celso Granato, professor de infectologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), “É importante que as pessoas que irão passear com seus pets procurem lugares ao ar livre, lugares que não tenham aglomeração de pessoas, eventualmente pode ser que os animais ao passearem com você pela rua, traga esse vírus para dentro de casa, então o mais prudente no momento é manter a limpeza de casa. Produtos de limpeza normais são suficientes para esse vírus. Manter o piso da sua casa limpo, e também as superfícies.”

Contudo, há um problema maior do que a disseminação do Covid-19 em cães: o pânico. Com a quantidade de meios de comunicação existente, a propagação de fake news se torna muito mais fácil e o medo cresce acentuadamente, causando também o aumento do numero de animais abandonados.

OPINIÃO DA AUTORA
Cheque a origem da informação e não abandone seus animais. Eles são os primeiros a sofrerem com a desinformação.

Imagem explicativa sobrenome COVID-19 em animais
Imagem divulgação / Vet Salvador

Redação

redacao@tomenoticia.com.br

Matérias Relacionadas