Dicas para ajudar a refrescar seu pet no verão

HomeBem-estar

Dicas para ajudar a refrescar seu pet no verão

Os cães têm truques próprios para amenizar o calor. Nos dias mais quentes, eles procuram piso frio (como a cozinha, banheiro ou área de serviço) e deitam-se no chão para se refrescar. A estratégia, porém, não é muito eficaz: depois de alguns minutos, a superfície se aquece com a temperatura do animal, que é, como nós, um ser de sangue quente e ele precisa trocar o lugar de descanso.

Vale lembrar, que a temperatura corporal dos cães é superior à humana (entre 38°C e 39,5°C); com isso, eles se ressentem mais do calor, mesmo quando avaliamos que o dia está ameno (entre 25°C e 28°C). Além disso, eles não suam através dos poros, o que impede o resfriamento do corpo.

Com as altas temperaturas, os pets se incomodam bastante e podem ser prejudicados. Nessa época, os quadros de desidratação aumentam, queimaduras solares, machucados nas patas e choque térmico. Mas, não se preocupem, existem muitos cuidados que podem ser adotados para amenizar riscos e proporcionar mais conforto.

Seguem dicas importantes:

Hidrate seu pet! 
Importante manter seu pet hidratado durante todo o dia. Ofereça sempre água limpa e fresca (água gelada é uma boa opção). Também pode ser oferecido água de coco (especialmente gelada) ou suco de frutas (sem açucar). Exceto uva e carambola, pois são tóxicas para cachorros e gatos.

Sem passeios nos períodos mais quentes do dia
Evite passeios em dias ou períodos mais quentes (10h às 15h). Fora desses horários, sempre opte por locais sombreados, de preferência com piso de grama, que não esquenta rapidamente. Não passei com o animal no asfalto quente. Lembre-se que as patas dos cachorros são extremamente sensíveis e esquentam rapidamente.

Use protetor solar para pets
Se seu pet costuma fazer passeios longos, tem pelo curto, pelagem branca ou mucosas claras, o ideal é o uso do protetor solar específico para pets. Caso não encontre, pode usar protetor para crianças ou para peles sensíveis. Passe o protetor especialmente nos locais do corpo com menos pelagem e mais expostos ao sol, como orelhas, focinho e ao redor dos olhos.

Cuidados na praia e em parques 
Tenha certeza de que seu pet estará em local sombreado e com fácil acesso a água fresca. Fora do horário de altas temperaturas, brincadeira à beira mar pode ser refrescante.

Tapete gelado para cães
Os tapetes gelados funcionam apenas com a pressão do peso do próprio cão. À medida que ele se mexe, durante a soneca da tarde. Não é necessário nenhum tipo de fonte de energia e o mat (derivado de “mattress”, colchão, em inglês) não precisa de água, nem de refrigeração. A circulação do gel, que funciona internamente nos tapetes gelados para cachorros, garante o refresco. Trata-se de um processo mecânico (o gel armazenado no fundo do mat circula em direção à superfície, dando lugar para o gel mais próximo do cão ficar mais fresco). Os tapetes baixam a temperatura entre 6°C e 10°C. Depois de cinco ou seis horas, é conveniente dar um “descanso” para o acessório, para que eles recuperem as propriedades e garantam uma vida útil mais prolongada. Não há contraindicações: filhotes, adultos e idosos podem usar os tapetes gelados, a menos que haja histórico veterinário de artrites, artroses, atrofias musculares e condições específicas, como a displasia coxofemoral, relativamente comum em cães grandes. Mesmo assim, o médico pode ser consultado sobre a conveniência de adotar os tapetes gelados. O valor pode variar de acordo com o tamanho do pet.

Banhos mais regulares
O banho é o melhor amigo do pet no verão. Mas lembre-se de evitar o choque térmico, molhando as patas e orelhas do anima e depois espalhe cuidadosamente água pelo corpo com as mãos. Só não exagere nos banhos, pois sabonete e shampoo podem irritar ou ressecar a pele.